Pastor Muller e sua  digníssima esposa  Miriam Inthurn

Translate this Page
  • Currently 2.91/5

Rating: 2.9/5 (971 votos)



ONLINE
2



Partilhe esta Página

 

Radio Admd Que Veio Pra Ficar Com você

 

Radio Admd Que Veio Pra Ficar Com você


Rute
Rute


 




Rute

Autor: Desconhecido (Samuel)
Data: Entre 1050 e 500 aC

Autor
Os estudiosos discordam quanto à data do livro, porém o seu cenário histórico é evidente. Os episódios relatados nos livro de Rute se passam durante o período de Juízes, sendo parte daqueles eventos que ocorrem entre a morte de Josué e a ascensão da influência de Samuel (provavelmente 1150 e 1100 aC).
A tradição rabínica assegura que Samuel escreveu o livro na segunda metade do séc. XI aC. Apesar do pensamento crítico mais recente sugerir uma data pós-exílica bem mais tardia (cerca de 500 aC), há evidências na linguagem da obra bem como referencias a costumes peculiares próprios do séc. XII aC que recomendam a aceitação da data mais antiga. É razoável supor que Samuel, que testemunhou o declínio do reinado de Saul e foi divinamente instruído para ungir Davi como escolhido de Deus para o trono, tivesse redigido o livro. Uma história tão comovente como essa certamente já teria sido passada adiante oralmente entre o povo de Israel, e a genealogia que a conclui indicaria uma conexão com os patriarcas, oferecendo assim uma resposta a todos aqueles que, em Israel, indagassem pelo passado familiar do seu rei.

Cristo Revelado
Boas representa uma das mais dramáticas figuras do AT que antecipa a obra redentora de Jesus. A função de “parente remidor” cumprida de forma tão elegante nas ações que promoveram a restauração pessoal de Rute, dá testemunho eloqüente a respeito disso. As ações de Boaz efetuam a participação de Rute nas bênçãos de Israel e a incluem na linhagem familiar do Messias (Ef 2.19). Eis aqui uma magnífica silhueta do Mestre, antecipando em muitos séculos a sua graça redentora. Como nosso “parente chegado”, ele se torna carne—vindo como um ser humano (Jo 1.14; Fp 2.5-8)

No desejo de encontrar um lugar de descanso, ou um lar, para sua nora, Noemi aproveita a oportunidade para providenciar que seja feito o pedido de remição, libertação ou resgate, conforme determina a Lei de Deus. (Leia Levítico 25:25 e Deuteronômio 25:5, 6) Para arrumar um jeito de Rute atrair a atenção de Boaz, Noemi elabora uma estratégia excelente, e até certo ponto dramática. Preparada e bem orientada, Rute vai, sob o manto da noite, até a eira de Boaz. Ela o encontra dormindo; descobre os pés dele e o espera acordar. Quando Boaz acorda, o gesto simbólico de Rute sem dúvida o ajuda a entender o significado do pedido que ela faz para ele de ‘estender a sua capa sobre a serva dele’. A atitude de Rute faz com que o judeu idoso se conscientize de sua obrigação como resgatador ou remidor, visto que ele é parente de Malom, o falecido marido de Rute. A visita noturna de Rute não era esperada. Mas a reação de Boaz dá a entender que o pedido de resgate ou remição feito por ela não era totalmente inesperado. Boaz estava disposto a atendê-la.
Ela deve ter demonstrado certa ansiedade no tom da voz, o que levou Boaz a tranquilizá-la: Agora, pois, minha filha, não temas; tudo quanto disseste te farei, pois toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa..” — Rute 3:11. As palavras de Boaz indicam que ele sabia que Rute tinha a melhor das intenções: “Bendita sejas tu do Senhor, minha filha; melhor fizeste esta tua última benevolência do que a primeira.” (Rute 3:10) No primeiro caso, Rute demonstrou benevolência, ou amor leal, para com Noemi. O último caso foi quando ela se identificou abnegadamente ao resgatador ou remidor Boaz, um homem bem mais velho. Ela estava disposta a gerar um descendente para seu falecido marido, Malom, e para Noemi.

Esboço de Rute

I. Ima família hebraica em Moabe 1.1-22

Sofrimento de Noemi 1.1-5
Dedicação e promessa de Rute 1.6-18
Retorno a Belém 1.19-22

II. Uma mulher humilde no campo da colheita 2.1-23

Rute no campo de Boaz 2.1-3
Generosidade e proteção de Boaz 2.4-17
Noemi reconhece a bondade de Deus 2.18-23

III. Um matrimônio planejado 3.1-18

Orientação de Noemi 3.1-5
Obediência de rute 3.6-13
Recompensa pela obediência 3.14-18

IV. Parente e remidor 4.1-22

Boaz, o remidor escolhido por Deus 4.1-12
Casamento de Boaz com Rute 4.13
Benção de Deus sobre Noemi 4.14-17
Genealogia de Davi 4.18-22

 

Autoria : Bíblia

 

Pastor Muller

 

topo