Ouça nossos cultos ao vivo, todas as Terças-Feiras, Quintas-Feiras e aos Domingos as 19:30 hs. 

Translate this Page

Rating: 3.3/5 (155 votos)



ONLINE
1


Partilhe este Site...


Onde nasceu o Rio Nilo
Onde nasceu o Rio Nilo

 

Lago Vitória onde Nasceu o Rio Nilo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 
Ir para: navegação, pesquisa
Lago Vitória
Lago Vitória
Lago Vitória visto do espaço.
Área da superfície 68 870 km²
Afluentes Kagera
Efluentes Nilo Branco
Profundidade média 40 m
Profundidade máxima 84 m
Volume 2750 km³
Perímetro1 3440 km
Altitude 1133 m
Ilhas Ilha Ukerewe e mais de 3000 outras
Cidades vizinhas Mwanza
País(es) Tanzânia
Uganda
 Quênia
1 a medição do perímetro do lago é imprecisa devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizada
Línguas africanas faladas ao redor do Lago Victoria

O Lago Vitória ou Victoria Nyanza (em língua suahili) é um dos Grandes Lagos Africanos, localizado num planalto elevado na parte ocidental do Grande Vale do Rift, na África oriental, e está sujeito a administração territorial pela Tanzânia, Uganda e Quênia.

Com 68 870 km² de área (quase a mesma da Irlanda), é o maior lago do continente africano, o maior lago tropical no mundo e o segundo maior lago de água doce no mundo em termos de área. Sendo relativamente raso, é considerado como o sétimo maior lago de água doce através do volume e contém 2760 km3 de água. É uma das nascentes do Rio Nilo, o Nilo Branco.

Existem mais de 3000 ilhas no seu interior, muitas das quais habitadas, entre as quais as Ilhas de Ssese em Uganda, um grupo grande de ilhas no noroeste do lago, e se tornando um destino popular para turistas, e a Ilha Ukerewe, na parte sudeste, pertencente à Tanzânia e a maior ilha lacustre de África.

História de exploração

David Livingstone
Rifte.

A primeira informação registrada sobre o Lago Vitória vem de comerciantes árabes que exploraram, no século X, as rotas interiores da África oriental à procura de ouro, marfim, escravos e outros artigos preciosos. Um antigo mapa, conhecido como Al-Adrisi, descreve uma representação precisa do Lago Vitória, atribuindo-lhe a nascente do Rio Nilo, embora a origem desse rio se encontre nos altíssimos cumes das cadeias montanhosas de Mufumbiro e Ruwenzori, ao sul do lago.

O Vitória foi descoberto pelos europeus em 1858, quando o explorador britânico John Hanning Speke, por razões estratégicas que interessavam à administração colonial britânica, chegou à sua orla meridional, com Richard Francis Burton, à procura da fonte do Nilo. Acreditando que a havia encontrado Speke batizou aquela grande extensão de água em homenagem à rainha Rainha Vitória (1831-1901) do Reino Unido. Burton, que estava se recuperando de uma enfermidade e descansava mais ao sul, na orla do Lago Tanganica, enfureceu-se com a audácia de Speke, que reivindicou apenas para si aquela descoberta.

O conhecido explorador e missionário britânico David Livingstone falhou na tentativa de verificar a descoberta de Speke, viajando muito a oeste. Outra tentativa foi feita pelo explorador americano Henry Morton Stanley, que confirmou a descoberta de Speke circunavegando o lago e relatando o encontro da Catarata de Rippon, na costa norte.

[editar] Ecologia e Impactos Sociais

Crescimento populacional ao redor do Lago Victoria

O Lago Vitória tem um papel vital apoiando milhões de pessoas que vivem ao seu redor, numa das regiões mais densamente povoadas da Terra, a África oriental.

Também é um ecossistema extremamente doente. Durante a década de 1950, um peixe chamado perca-do-nilo (Lates niloticus), um voraz predador, foi introduzido no lago numa tentativa de melhorar os rendimentos de pesca, mas acabou devastando o ecossistema local, dizimando mais de 200 espécies nativas. A catástrofe ambiental e social decorrente da introdução da perca-do-nilo no lago Vitória é assunto do documentário O pesadelo de Darwin, ganhador do Oscar 2006. Mais tarde, os bons lucros iniciais com as capturas da perca-do-nilo diminuíram dramaticamente. Atualmente, a perca-do-nilo está sendo retirada, e é sabido que algumas das espécies nativas aumentaram novamente.

Um problema ecológico com um resultado mais feliz foi a luta contra o aumento enorme do jacinto-de-água (Eichhornia crassipes), nativa da América tropical, que forma um tapete espesso, causando dificuldades para o transporte e a pesca. Em 1995, 90% do litoral do Uganda foi coberto pela planta, mas conseguiram-se bons resultados na resolução do problema, através da introdução de um inseto que se alimenta apenas dessa planta. Seu nome científico é Neochetina eichhorniae.

A perda de oxigênio, em razão da poluição, tornou a água turva e, em consequência, manifestou-se um aumento de hibridações entre os haplocromídeos do lago.

 

Radio Admd Que Veio Pra Ficar Com você

 

Radio Admd Que Veio Pra Ficar Com você

topo